quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Armadilha em Sampa

Por Luiz Carlos Azedo
luizazedo.df@diariosassociados.com.br

Uma pesquisa encomendada pelo deputado Paulinho da Força (PDT-SP) atormenta os estrategistas do Palácio do Planalto. Além de uma vantagem muito confortável para os tucanos na disputa pelo Palácio dos Bandeirantes, seja com o ex-governador Geraldo Alckmin como candidato, seja no caso de eventual candidatura à reeleição de José Serra, o levantamento mostra que a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT), ainda não emplacou sua candidatura a presidente da República em São Paulo, o maior colégio eleitoral do Brasil.

» » »

Dilma perde para os tucanos José Serra e Aécio Neves nas simulações. O ex-ministro da Integração Nacional Ciro Gomes é a melhor alternativa governista para o Palácio dos Bandeirantes, mas sem chances de vitória. Em contrapartida, seu desempenho como candidato ao Palácio do Planalto junto ao eleitor paulista é superior ao de Dilma, o que reforça as ambições presidenciais do deputado cearense natural de Pindamonhangaba (SP). Ou seja, ao invés de ser uma solução, a transferência do domicílio eleitoral de Ciro para São Paulo pode virar mais um problema para o PT.


Cerco


O deputado Silvio Costa (PMN-PE) coleta assinaturas para a criação da Frente Parlamentar para Democratização dos Royalties. Só não pediu o apoio dos colegas de Rio e Espírito Santo, bancadas mais empenhadas na manutenção da participação especial dos produtores na distribuição das riquezas do petróleo.


Pressão


A cúpula petista trabalha com a avaliação de que a legenda terá 30% dos votos de São Paulo, mas é preciso armar uma chapa capaz de capturá-los nas eleições de 2010. Os candidatos petistas mais fortes seriam o senador Aloizio Mercadante, que prefere concorrer à reeleição e não quer saber de conversa sobre o assunto, e a ex-prefeita Marta Suplicy, que concorrerá à Câmara e não está disposta a ir para o sacrifício novamente. Restam os prefeitos de Osasco, Emídio de Souza (PT), e de Campinas, Dr. Hélio (PDT), cujas candidaturas são consideradas fracas. Por isso, a pressão sobre Ciro para desistir da candidatura a presidente da República vai aumentar.


Dívidas


Os estados exportadores vão manter a pressão sobre a Comissão Mista de Orçamento para garantir os ressarcimentos previstos na Lei Kandir. Os estados mais prejudicados são Minas, Rio de Janeiro, Espírito Santo, São Paulo, Bahia e Mato Grosso, que reivindicam um total de R$ 5,2 bilhões


Poupança

O deputado federal Raul Jungmann, do PPS-PE, anunciou que os partidos de oposição vão à Justiça para barrar a proposta do governo de cobrar Imposto de Renda (IR) sobre os rendimentos da caderneta de poupança acima de R$ 50 mil. A medida foi anunciada pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, no momento em que o presidente Lula tenta dividir com a ministra Dilma Rousseff os louros do combate à crise mundial.


Holofote


Habitualmente discreta nas discussões do Senado, Marina Silva (PV-AC) chamou a atenção pelas repetidas intervenções na votação da minirreforma eleitoral. Líder do partido, abusou da prerrogativa de usar o microfone durante o debate. Na semana passada, foi a estrela do programa nacional do PV, mas brilhou mesmo foi nas inserções exibidas no sábado, feitas por marqueteiros de Brasília.


Namoro


O PSB capixaba tenta filiar a deputada Rita Camata (PMDB). Acena com a possibilidade de ela ser a candidata da legenda ao Senado na chapa do senador Renato Casagrande (PSB), candidato a governador. Os socialistas, porém, concorrem com o PSDB, que fez oferta semelhante e leva vantagem de ter dado o posto de vice à peemedebista na campanha presidencial de 2002. Na segunda-feira, o tucano José Serra reiterou o convite.

Troca

O ministro do Desenvolvimento Social, Patrus Ananias, prepara o desembarque do governo para concorrer às eleições em Minas. Pretende ser candidato a governador do PT, mas pode acabar concorrendo ao Senado. Míriam Belchior, assessora especial da Presidência da República, está cotada para substituí-lo. Petista de carteirinha, ela foi mulher de Celso Daniel, o prefeito assassinado de Santo André (SP).



Axé /O PV baiano tenta atrair artistas e músicos populares da cena local para reforçar a campanha da legenda em 2010. No próximo dia 21, os verdes promoveram uma festa para a assinatura da ficha de filiação de artistas, como a cantora Carla Vizi, do conjunto de axé music Banda Beijo.

Livro /O jornalista Chico Santana lançará, na quarta-feira, na Livraria do Senado, o livro Mídia das fontes: um novo ator no cenário jornalístico brasileiro, tese de doutorado agraciada pelo Senado francês com o prêmio Le Prix de Thèse du Sénat. É uma análise do papel da TV Senado, Rádio Senado, Jornal e Agência Senado.

Congresso/De amanhã a sexta-feira, juristas, políticos e autoridades se reúnem em Brasília para discutir a saída da crise mundial, no XII Congresso Brasiliense de Direito Constitucional. Participam do encontro o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles; o ministro da Defesa, Nelson Jobim; o advogado-geral da União, José Antônio Dias Toffoli; a presidente da OAB-DF, Estefânia Viveiros; e três ministros do Supremo Tribunal Federal: Gilmar Ferreira Mendes (presidente), Carlos Ayres Britto e Eros Grau. O evento será no Teatro Pedro Calmon, no Quartel General do Setor Militar Urbano.

Com Guilherme Queiroz

Publicadas hoje, na coluna Brasília/DF do Correio Braziliense

Um comentário:

Raulzito disse...

Abraços aos ilustre Jornalista Luis Carlos Azêdo.
Tendo necessidade de notícias do sul do país mantenho-me à sua disposição.

Raul Azêdo